2009-05-30

Ponte Para Terabítia











Na estória um garoto chamado Jess, que tem problemas na escola e até em casa, encontra como fuga desenhar figuras imaginárias e fantasiosas, além de treinar para tentar vencer a corrida do seu colégio. Mas de repente muda-se para a casa ao lado da sua Leslie, uma garota estranha e misteriosa. E logo no primeiro dia ela causa uma grande impressão em Jess, vencendo-o na corrida. Ao contrário do que se esperaria depois disso, os dois tornam-se grande amigos, com ela ensinando a ele como usar a imaginação para se divertir e superar os problemas do dia a dia.

Este filme é baseado em um livro de mesmo nome, da autora Katherine Paterson. Eu gostei muito do filme, é muito bonito e tocante, mas a partir de um determinado momento ele se torna muito triste e melancólico, devido a um acontecimento chocante na estória. Eu arriscaria dizer que é até o maior filme de fantasia que já assisti, não pela qualidade (que é boa), mas sim por levar ao máximo o sentido dos termos fantasia e imaginação.


Se existe algo de belo na infância, é a capacidade que a criança tem de sonhar, de imaginar, de não enxergar a maldade e de ter uma esperança infinita. No começo de “Ponte Para Terabítia”, do diretor Gabor Csupo, Jesse Aarons (Josh Hutcherson) não consegue imaginar uma vida melhor. Ele vive no sacrifício, com sua grande família; e, na escola, ele encontra um ambiente ainda mais opressor, graças à personalidade difícil que alguns de seus colegas possuem. Jesse só consegue ser ele mesmo quando está desenhando.

A vida dele irá mudar quando ele conhece Leslie Burke (AnnaSophia Robb, de “A Fantástica Fábrica de Chocolate”), uma garota que se mudou para a casa vizinha da família Aarons. Leslie, que é filha de um casal de escritores, é corajosa e não tem medo de liberar seus pensamentos. Ao desenvolver uma amizade com Jesse, Leslie consegue fazer com que ele embarque no seu jogo de imaginação e, juntos, os dois criam um novo universo, ao qual eles dão o nome de Terabítia, e no qual eles serão rei e rainha e enfrentarão alguns inimigos.

Ponte para Terabítia não é apenas mais um filme infantil e que mostra o mundo maravilhoso da fantasia. Ele é diferente porque vai além das barreiras da fantasia, mostrando como se chega até ao mundo mágico e a importância de se chegar lá. Mesmo sendo dos mesmos produtores de As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa, ele se mostra diferente. Enquanto em As crônicas de Nárnia vemos crianças que encontram um mundo mágico dentro de um guarda-roupa e tem em suas mãos o destino desse mundo, em Ponte para Terabítia vemos apenas duas crianças descobrindo o quanto a imaginação é importante para tornar tudo possível nas suas vidas. O filme não se fixa na fantasia, sabemos desde o início que tudo é irreal. O filme mostra valores como amizade, companheirismo e também mostra como é importante sonhar mesmo que seja com reinos mágicos e seres encantados. Não é apenas um filme para se divertir. Você se emociona e aprende qual é o verdadeiro espírito infantil. Se pensarmos bem, porque as crianças são mais felizes do que os adultos? Porque elas tornam tudo possível com a sua imaginação. E quando crescemos, começamos a deixar de acreditar nesse mundo dos contos de fadas. Será que isso é bom?

Quanto ao cenário, o filme não deixa a desejar, já que mescla fantasia com realidade. E consegue fazer isso de um jeito a nos mostrar o que as crianças vêem em sua imaginação e o que realmente está naquela cena. E consegue fazer isso de uma forma que conseguimos diferenciar muito bem o real e a fantasia.

Os pequenos atores também são um grande exemplo de futuros astros, pois conseguem desempenhar seu papel, tão bem a ponto de fazerem com que nos emocionamos com seus atos ou palavras.
Ponte para Terabítia é um filme destinado às crianças, mas que provavelmente os adultos saberão apreciar muito melhor. Tratando de temas pesados para um filme infantil, como a morte, problemas financeiros e rejeição na escola, a produção é madura ao abordar as questões e cria um drama com toques de fantástico.

A trama centra o foco na amizade de Leslie, uma menina recém chegada da cidade grande, e Jess, um humilde garoto que sofre com problemas familiares. Juntos, eles evitam encarar as tristezas do dia-a-dia, inventando histórias sobre um reino mágico chamado Terabítia.

A força do filme está em trabalhar com essa trama de forma tocante e realista. O mundo inventado pelos protagonistas só existe na imaginação deles, e é justamente isso o mais interessante do projeto.

A divulgação do longa-metragem gerou problemas para o público desavisado, que foi ao cinema achando que assistiria um título semelhante a O Senhor dos Anéis ou As Crônicas de Nárnia. A principal causa do engano foi o trailer que continha as poucas cenas de efeitos visuais, estes de responsabilidade do estúdio de Perter Jackson, a Weta Digital.

O importante em Ponte para Terabítia não é a aventura ou o caprichado visual, mas sim o poder da imaginação que uniu a dupla principal. Os personagens amadurecem e através desse lugar de mentira, passam a enxergar a beleza da vida. Muitos dos elementos vistos nesse projeto, se assemelham com aqueles de Em Busca da Terra do Nunca. Porém, vale lembrar que esse novo longa é baseado no livro homônimo de Katherine Paterson, escrito em 1977.
O filme é favorecido, ironicamente, pela escassez de efeitos, que faz com que o público imagine Terabítia junto com as crianças e assim, possa vivenciar cada momento na terra da fantasia. Outro destaque é o jovem protagonista Josh Hutcherson, que apresenta-se como um futuro ótimo ator, depois de performances competentes em ABC do Amor e Zathura.

Por tudo isso, a produção é uma boa surpresa dentro dos filmes destinados ao público infantil. Não é recomendado para crianças pequenas, terá mais sucesso com a platéia infanto-juvenil e, principalmente, com os adultos que ainda se encantam com o universo da infância.


Enfim, o filme, apesar de não ser como aqueles grandes filmes, consegue ser simples e ao mesmo tempo grandioso. E o melhor, é indicado para todas as idades. Adultos e crianças podem se divertir e se emocionar com essa aventura. É só deixar a mente aberta para a imaginação.

Elenco: Robert Patrick, Zooey Deschanel, Josh Hutcherson, AnnaSophia Robb.

Título Original: Bridge to Terabithia
Gênero: Ação e Aventura
Ano: 2007
Duração: 94 minutos
Censura: Livre




Download:



Download Capa. Procure em: 3Gpcell Covers

Busca de legenda: Clike na foto abaixo


Aviso Importante: Neste post, todas as informações (inclusive de arquivos, imagens, links, etc) foram coletados pela net e são direitos autorais de seus respectivos proprietários. Por favor, se você julgar que os créditos são seus e não dei os devidos créditos para você. Deixe um comentário diretamente, se você gostaria que retire o que é legitimamente seu.
Vai baixar o Filme?
Não se esqueça de deixar o seu comentário.
Star Childrens Agradece.


Artigos Relacionados

3 Comentários:

Mariana disse...

Eu amo esse filme,gostei muito!

9 de maio de 2010 15:21
astrovildo disse...

não gostei da morte da leslie ela não deveria morrer

27 de novembro de 2010 10:30
italomikael disse...

ponte para teranbitia foi o filme mais encrivel que eu ja vi na minha vida mas leslie nao divia morrer

22 de janeiro de 2011 14:46

Postar um comentário


Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

* Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
* Palavrões e Xingamentos são PROIBÍDOS;
* Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
* Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
Esteja ciente das Regras gerais sobre os comentários já postadas
OBS: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.